sábado, 8 de setembro de 2012

Como a 1ª Vez

A partir de hoje vou viver cada dia como se fosse a 1ª vez.

Algo que usualmente fica na nossa mente é a 1ª vez, em quase tudo que se fez ou passou.
Quando aquele momento aconteceu, o nervoso tomou um certo poder das certezas e as emoções ficam ao rubro. Tudo era novidade e com grande satisfação se vivência tudo. Todos os pormenores eram relevantes e considerados como ensinamentos.
Aquela 1ª vez que fui para a escola e me vi rodeado de outras pessoas "estranhas" ao meu mundo; a 1ª vez que considerei alguém como meu amigo; tal como a 1ª vez que me apaixonei; o 1º beijo; aquele 1º abraço; a 1ª vez que fui ao cinema, com os meus pais e sem eles; aquela 1ª vez que fui a uma discoteca ou sai à noite; o meu 1º emprego/trabalho; a 1ª vez que fiz amor; o 1º filho/a; a 1ª vez que ...
Aquela 1ª vez que não significa que tenha sido tão prazerosa, mas que foi vivida intensamente e que faz historia das minhas recordações.


Será que hoje quando desloco-me para o emprego, sempre pelo mesmo trajecto todos os dias, sinto aquele nervoso do que possa acontecer nesse dia de trabalho? Quando já lá estou, existe algum pormenor que desperta-me o interesse? Mesmo aquela opinião diferente, recebo-a de forma prerrogativa ou sempre com uma perspectiva pejorativo?
e chegando a casa dou ou recebo aquele beijo e abraço apaixonado como a 1ª vez?
Busca-se tanto as certezas no interior da zona de conforto, que se acaba por perder as emoções que nos faz sentir vivos.
Sempre que se passa pela experiência da 1ª vez, o sentido de alerta fica mais apurado e o desafio vai aprimorar aquele momento de modo a vivê-lo intensamente. Será que vivo cada momento intensamente e com prazer?


Por isso, a partir de hoje, tomei a decisão de viver cada dia como se fosse a 1ª vez.


Quando for para o emprego, vou optar por um caminho diferente ou vou tomar café num outro estabelecimento. Vou escutar com mais atenção as outras perspectivas, pois terão sempre algo a ensinar - quanto mais não seja, algo que nunca irei fazer. Vou executar as minhas tarefas estando atento aos resultados efectivos, para que na próxima vez, possa melhorar sempre algo.
A partir de hoje, vou oferecer a melhor recepção, quando chegar a casa. Vou "rechear" aquele momento com duas das mais fortes formas de transmitir afecto, um beijo e um abraço caloroso - e não mais permitir que a rotina apodere daquele momento singular.
E quando deitara a cabeça na almofada, vou sentir-me realizado e com um enorme prazer com as sucessivas 1ªs vezes deste dia.


A partie de hoje, vou viver cada dia como se fosse a 1ª vez.