quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Somos o que pensamos e tornamo-nos no que fazemos


Eu acredito que todas as ações de um individuo partam de uma perspetiva de terem uma intensão positiva, mesmo quando o seu resultado venha a evidenciar-se desfavorável, para quem as faz ou para terceiros.

Independentemente do desfecho final vai ser a forma como os outros acabam por avaliar e qualificar essa mesma pessoa. Mas perante as observações e reações dos terceiros - quem as pratica - vai analisar consigo mesmo e fazer uma autoavaliação das mesmas. Que por sua vez o vai conduzir a uma interpretação, se deve alterar as suas ações e retirar lições para serem aplicadas de um modo mais equilibrado, naquele determinado contexto numa próxima oportunidade.
Mas aquando da analise, constatar que as suas ações obtiveram corroboração por parte de quem as vivenciou ou obtiveram conhecimento, estas vão a partir daquele momento, fazer parte do seu carater e servindo de consolidação no seu EU.

Aquelas pessoas que na sua autoanalise, apercebem-se da necessidade de mudar algo, mas persistem em nada fazer de diferente, Einstein identificou como sendo aquilo que lhe chamou de: “Definição de insanidade é fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes.”

Por isso o princípio de qualquer ação de um individuo provem de como filtra, interpreta e elabora a sua forma de pensar. Assim o cerne da questão passa com a forma e modo como pensa e lida com os seus pensamentos.

Deste modo: Somos o que pensamos e tornamo-nos no que fazemos.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Coaching - Orgulho em si mesma.


Uma das grandes vantagens de se ter um Coach (Coaching), é ter alguém que lha vai ajudar ou até mesmo "socorrer" dos seus sonhos ou ideias que tenha, mas não saiba muito bem como colocá-los em prática ou de forma a tornarem-se exequíveis. 

Toda a gente os tem, mas maioritariamente ficam no mesmo local onde nasceram, na sua mente. Pode até começar a criar uma estratégia de forma a torna-los realidade, mas logo pode ser confrontado com os desafios que estão intrínsecos ao projeto. Podemos pensar que o azar acompanham-na mas a verdade porém é que o azar só existe porque a sorte está do outro lado do obstáculo.

Será que os desafios iniciais são a resposta que sempre desejou? Ser a comprovação de que na realidade é capaz?
Mas o que a maioritariamente acontece é acabam por desistir muito rapidamente dos seus sonhos logo à 1ª ou 2ª situação que lhe chame de azar ou dificuldade acrescida. Sem se aperceberem que cada acontecimento desagradável lhe traz consigo uma semente de um beneficio equivalente.

O Coach é aquele que vai conduzir a si, a manter o seu rumo que inicialmente tinha desenhado, através de varias técnicas e ferramentas com um sentido de persistência. Desta forma vai descobrir que afinal existem outras soluções possíveis para o atingimento do seu "Sucesso".

Este pode ser o momento de viragem da sua vida. Comece por si e associe-se a quem lhe traga a outra perspetiva que sozinha seria muito mais difícil atingir.
Não faça mais parte da desculpa, obtenha o contraste e tenha planos específicos para as suas soluções.
Nunca subestime as suas ambições.
Algumas outras pessoas podem pensar que esteja louca ou questionar-se a si mesma, porque nunca ninguém pensou nisto antes?

A oportunidade não depende da sorte, mas de si mesmo. Esta não necessita de inteligência ou estudos específicos, apenas da imaginação criativa e da sua vontade enorme de querer conquistar.
A isto se chama coordenar duas ou mais mentes criativas para o atingimento do que tanto deseja.

1º que tudo, tenha orgulho em si mesma.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

I believe

Consideremos este facto:
A base do Atendimento ou e uma venda, é a incessante procura da satisfação de necessidades do seu cliente.

Deste modo está institucionalizado que a comunicação verbal e a não verbal, é o meio utilizado para se fazer corresponder em concordância com aquele que pretende conquistar a sua confiança, interesse e o motivo. Criando simpatia e empatia com o seu interlocutor.

De certa forma esta é a estrutura de sucesso para se conquistar, despertar e criar uma relação harmoniosa com uma outra pessoa.

Mas tudo isto leva-nos a uma outra questão bastante pertinente: Quando é o que o seu cliente ou interlocutor, é você mesmo?
Seguindo a ideia de que na realidade, durante o seu dia completo você fala mais horas consigo mesmo (aproximadamente 14h por dia), quando é que realmente faz algo para conquistar a sua confiança, através do seu discurso interno, proveniente de todos os comentários e pensamentos que constantemente está a debitar?
De que forma é que desperta o seu interesse para se sentir bem consigo mesmo? Que tipo de impulsos?
Como cria motivos a estimular as suas ações?
Este é um conjunto de questões pertinentes que usualmente assumem a perspetiva aplica aos outros nunca para si próprio.

Assim criou-se a  I believe, marca registada que desenvolve a sua atividade na área da Joalharia, que tem como objetivo colmatar esse espaço que existe entre as suas ações e relacionamentos  no seu "mundo" e a sua satisfação de necessidades, com os seus recursos e desejos/intenções pessoais que anseiam serem correspondidos. Associando-se à ostentação de uma Joia com o Desenvolvimento Pessoal.

Desta forma a I believe identificou (juntamente com um dos seus parceiros - Associação Portuguesa de Astrologia), a terapia através das cores - Cromoterapia, que tem como propósito o equilíbrio físico, mental e espiritual - uma panóplia de desejos/intenções associadas às cores (e forma a ficar bastante mais completo, ainda foram incluídos os signos, elemento e os chacras) correspondentemente.
Ficando apenas a tarefa de cada pessoa identificar-se com o seu desejo mais promissor ou intenção que pretenda ampliar ou superar na sua vida (no seu dia a dia), e escolher apenas a sua joia que considere mais acolhedora para si.


Trazer consigo a sua Joia, associada ao que mais anceia conquistar ou superar, vai ser  a sua "ancora" de confiança que lhe faltava, para principalmente nos momentos em que o controlo racional e emocional mais necessitam de algo sustentável para manter o seu equilíbrio.

A veracidade de qualquer coisa, vai depender daquilo que cada um Acredita ou quer Acreditar.
Eu Acredito . . . e você?